sábado, 17 de dezembro de 2011

Poema de Natal



Bate o sino pequenino
E o coração de um menino
A espera de alguém
Que não deixe morrer sua esperança...
Não precisa vestir vermelho,
Basta que lhe traga sonhos,
Que alimente sua alma de criança...
Pobre menino,
Não sabe nem o que pedir...
Nada tem, só espera...
Um olhar vago, fome,
Apenas um menino,
Só quer uma vida normal,
Ele sente fome o ano inteiro,
Não apenas no Natal.

Thamires de Almeida [...]

3 comentários:

  1. Triste.. Natal era pra ser feliz, mas a realidade é bem diferente disso.. Gostei flor =)

    ResponderExcluir
  2. essa é a realidade de muitas crianças no mundo.

    ResponderExcluir